segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Diário de Recenseador II

Neste segundo artigo sobre o Censo Demográfico 2010, conto um caso de uma recenseadora que contou seu caso.

A situação dela é o seguinte, O IBGE trabalha com uma data de referência de 31 de julho a 1 de agosto de 2010. Ninguém pode iniciar antes desta data, antes, porém, existe um treinamento para os recenseadores, aulas ministradas por ACS, ou melhor, Agente Censitário Supervisor, são os agentes que trabalham diretamente com os recenseadores.

A recenseadora em questão começou a recensear depois da data de referência, mais precisamente dia 4 de agosto.

Iniciou o seu trabalho de recenseamento dos domicílios no setor censitário, ou seja, a área de trabalho do recenseador. Durante o todo trabalho ela não constatou nenhum problema e continuou a trabalhar no seu setor.

Quando terminou o setor, mal sabia que havia um erro primário que nem ela (recenseadora) e nem sua supervisora notou. Completou seu trabalho sem saber que a data e a hora estava antes da data de referência, erro técnico do computador de mão ou como chamamos de PDA.

O erro era técnico e não causado propositalmente pela recenseadora, ninguém quer ter algum problema no seu trabalho.

Este era um problema simples que poderia ser solucionado como ajuste de hora e data. Entretanto, tornou-se uma dor de cabeça, porque alguns funcionários que recebem os dados no IBGE não aceitaram os dados alegando que o recenseamento tinha sido feito antes da data de referência.

Alegação absurda, porque o treinamento acabou perto da data de referência. O recenseador só adquiriu a posse do PDA no posto de coleta, assinando os termos de responsabilidade.

Era fácil saber disso, ninguém tinha posse do PDA antes da data de referência, a não ser no treinamento.

As pessoas que estão a frente desse Censo é de um tal despreparo visível. O comportamento dessas pessoas faz pensar que o IBGE é pior que uma empresa de quinta categoria.

Para alguns recenseadores já se passaram duas ou mais semanas sem ver a primeira parcela do pagamento. Como também é o caso relatado da recenseadora.

Todo atraso de pagamento é um desrespeito, uma afronta contra o trabalhador. Os recenseadores dos censos demográficos anteriores trabalhavam de forma igual (tirando o fator do recurso tecnológico). Eram valorizados monetariamente. Esse, aliás, além de não serem valorizados financeiramente não são respeitados dignamente.

Eles precisam acaba com essa de pagar os recenseadores com duas parcelas, terminou o trabalho, fez o diagnóstico do setor, pagamento integral.

O recado está dado.

20 comentários:

Rafael Queiroz disse...

como te disse o sistema é falho. eles querem mesmo é o resultado, sem se importar com a qualidade da obtençao do mesmo. fora dos boatos do concurso, mas ai nao sei se é verdade então nao comento. lamentavelmente. mas cada um (poucos) faz a sua parte. e parabens pelo blog. sua redação é muito boa!

Leandro disse...

Sou recenseador no interior de SP e posso garantir: não existe nada mais desorganizado e amador que o IBGE. Não acreditem em nenhuma informação vinda deste órgão, o que eu vi de corrupção e sacanagem nestes últimos 2 meses dava pra escrever um livro. Isso sem falar no quanto tratam mal o recenseador, atrasando pagamentos, dividindo pagamentos em parcelas e inventando descontos absurdos sem darem nenhuma explicação. NÃO ACREDITEM NO IBGE, ELES DIZEM TER UMA MARGEM DE ERRO DE 2% MAS SE VCS SOUBESSEM A ZONA E DESORGANIZAÇÃO QUE É O IBGE VCS VERIAM QUE ESSA MARGEM DE ERRO ULTRAPASSA OS 40% SEM EXAGERO NENHUM. NADA VINDO DO IBGE PODE SER LEVADO A SÉRIO.

ELIZETE disse...

Concordo com o Leandro...
Realmente o IBGE, não é confiável!
Trabalho com estatísticas e estou muito decepcionada... as informações não são precisas.
Em relação ao recensiador, não somos respeitados nas questões "administrativas" como, ordem de pagamento, segurança no tabalho,entre outros, que não convém serem citadas aqui.
Fui recensiadora com muito orgulho!
Conheci a realidade de meu município em que não conhecia e que muitos deveriam conhecer, principalmente, estes, que ficam sentados esperando os resultados, emitindo dados, sem conhecer o princípio dos fatos.
Valorize quem faz uma empresa crescer... pois uma empresa se torna confiável, quando seus funcionários são bem treinados e respeitados!

rosa disse...

SOU RECENCEADORA NO INTERIOR DE SAO PAULO E CONCORDO O PAGAMENTO ATRASA E DIVIDIDO EM PARCELAS E NAO TEMOS NEM A QUEM RECLAMAR POIS NOSSO CONTATO É DIRETO COM O SUPERVISOR O QUAL PERCEBO DESPREPARADO E SEM NAÇAO DO QUE ESTAO FAZENDO COMO ELES PODEM NOS DIRECIONAR SE ELES MESMOS NAO TEEM DIREÇAO!

Carlos disse...

http://www.pagamentocensitario.ibge.gov.br/Pagamento_Censitario_Externo/menu_Principal_Censitario/menu_Principal_Censitario.php

esse é o site para saber dos pagamentos

13 e férias parece que vêm no final
tudo assim, meio transparente

Priscila disse...

Alguem sabe quando vamos receber as ferias eo decimo 3° .e +ou- quanto e?

Anônimo disse...

SOU ACS DO INTERIOR DE SP CONCORDO COM VCS RECENSEADORES DE QUE O PAGAMENTO DEMORA SIM, AQUI NA MINHA CIDADE TEM ALGUNS QUE NEM RECEBERAM AINDA, DA SEGUNDA CONTRATAÇÃO QUE TEVE ATE UNS DIAS ATRAS ELES NEM ESTAVAM CADASTRADOS NO SISTEMA E UNS JA HAVIAM ATE TERMINADO O SETOR, É UM SISTEMA FALHO SIM,NOS ACS NÃO SABIAMOS O QUE RESPONDER QDO LIGAVAM OU IAM ATE O POSTO PERGUNTAR SOBRE O PAGAMENTO E ATE MESMO A AJUDA DE CUSTO PARA O SETOR RURAL.E COMO TEM UM RECENSEADOR QUE DISSE QUE OS ACS E ACM SO FICAM SENTADOS NO POSTO SEM FAZER NADA ISTO DEVE SER SOMENTE NO POSTO ONDE ELE TRABALHA PQ NO MEU POSTO NOS ACOMPANHAMOS SEMPRE O RECENSEADOR QDO ELE PRECISOU SANAR AS DUVIDAS NO SETOR,NÃO ESTOU AQUI PARA DEFENDER ACS MUITO MENOS ACM, PQ AGORA COM A SUPERVISÃO TEREMOS QUE SAIR NAS RUAS E CORRIGIR AS COISAS MAL FEITAS PELOS RECENSEADORES QUE NÃO SOUBERAM COLETAR CORRETAMENTE.

Anônimo disse...

SOU ACS DO INTERIOR DE SP AGORA TEREMOS QUE SAIR NAS RUAS PARA FAZER SUPERVISÃO E ENCONTRAMOS VARIAS COISAS ERRADAS DE RECENSEADORES QUE NÃO FIZERAM DIREITO DEIXANDO PARA TRAS ATE CASAS SEM REGISTRAR, AINDA DIZEM QUE OS ACS NÃO FAZEM NADA.

Anônimo disse...

RECENSEADORA NUNCA MAIS. ATRASO DE PAGAMENTO, PESSOAS DESPREPARADAS, ACM E ACS QUE DISCUTEM O TEMPO TODO E SE CONTRADIZEM, MARGEM DE ERRO ESTUPIDAMENTE MAIOR QUE 2%, FALTA DE APOIO PARA OS RECENSEADORES, FALTA DE INFORMAÇÃO SOBRE PAGAMENTO E DESCONTOS, ENFIM... FALTA DE RESPEITO TOTAL COM PESSOAS QUE TRABALHARAM DURO DE SOL A SOL E AGORA ESTÃO INDIGNADAS. NUNCA MAIS!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

SOU RECENCEADORA NO INTERIOR DO MATO GROSSO E GOSTARIA DE SABER, QUANDO VAMOS RECEBER O 13º E AS FÉRIAS. NINGUÉM FALA MAIS NADA, ESTOU ANCIOSO POR ESSA RESPOSTA. SE ALGUÉM PODER RESPONDER FICAREI MUITO GRATA. OBRIGADO

Anônimo disse...

ola sou recenseadora em sao gabriel rs tambem acho que o ibge fez propagana enganoza andei um monte e recebi bem pouco nessa fria eu não entro nunca mais

Anônimo disse...

Fui recenseadora em Santo Andre - SP e aqui tah igual... recisão nem falam nisso...
Esta faltando ate meu pagamento de um ultimo setor que fiz....
Liguei no unico posto que continua aberta, no bairro campestre e falaram que jah foi enviado o pagamento desse setor pra sede e a recisão somente qdo eu receber tudo....
Sera que da pra acreditar??????

Anônimo disse...

com este, mostro minha indgnação não sabendo como essa instituição{ibge} de informações seja tão mal
administrada. Não sabendo dá uma simples informação concreta aos recesiadores, não emitindo contra-cheques. que transparencia é essa?
Me sinto nuito mau por ter vestido a camisa ibge{instituto brasileiro de grande engano}.

Anônimo disse...

Sou Claudete,recensiadora de Mogi das Cruzes/SP e concordo com voces, pois quando pagaram os 60,00 do treinamento o banco estava em greve, portanto não recebí mais, bastava só reprocessar

Maria do Rosário disse...

O Salário parecia mais filme de "Terror Trabalhístico", mas não posso mentir... Adorei trabalhar como recenseadora, mas acho que deveríamos: "Correr atrás do Dinheiro", porque se o IBGE, não tinha trabalho suficiente para que o recenseador recebesse de R$800,00 a R$1600, porque realizou um certame a nível nacional???

Conjecturas disse...

Minha experiência no IBGE

http://marosariomartins.blogspot.com/2010/11/ibge-uma-experiencia-profissional.html

Conjecturas disse...

Quanto vale o Salário de um Recenseador??? Será que algum "Analista Trabalhístico" poderia fazer as contas???

complicada e disse...

Vcs estão reclamando de duas semanas d atrazo,eu sei é foda...imagine eu q terminei o censo na minha cidade Rio Bonito,e fui xamada para ajudar no censo d uma cidade vizinha itaboraí,cm o combinado de ganhar 90 reais por dia,e uns 20 dias depois recebi 2 diarias d 90,sendo q trabalhei 11dias,ja se passaram quase 4 meses e nada das minhas outras 9diarias d 90 reais q estão faltando...eu vou tentar entrar na justiça a partir d mes q vêm.

Anônimo disse...

mano vc é bobo

Fabi disse...

COLEGAS, FUI RECENSEADORA NO INTERIOR DE GOIÁS, MAS ME PAGARAM CORRETAMENTE, RECEBI 13° E FÉRIAS PROPORCIONAIS AOS MESES TRABALHADOS, ASSIM Q RESCINDIU O CONTRATO DE TRABALHO E NAO TIVE PROBLEMA NENHUM COM PAGAMENTO, FIZ NA ZONA URBANA E RURAL, RECEBI AJUDA DE CUSTO SATISFATÓRIA.CADA CASO É UM CASO. AQUI OS ACM E ACS FORAM MUITO RESPONSAVEIS COM O COMBINADO COMIGO.